As evangélicas Iris Cristina de Paiva Teixeira (15) e de Daniele Cristina de Oliveira (14) foram assassinadas após saírem de uma igreja evangélica.

Nem mesmo indo para a igreja, estamos fora do alcance do alvo dos bandidos. Mais duas vítimas foram feitas na noite de sábado (31/12) quando duas garotas evangélicas deixavam o templo e retornavam para suas casas. A Polícia já identificou no final da tarde deste domingo (31/12), os dois corpos de duas garotas mortas que foi desovado no bairro Parque Mariana, em Porto Real.

Segundo a Polícia, os dois corpos são das estudantes e evangélicas Iris Cristina de Paiva Teixeira (15 anos) e de Daniele Cristina de Oliveira de 14 anos, ambas eram residentes do bairro Belmonte, na cidade de Volta Redonda (RJ).

Contou a Polícia para a SBC Rio que os dois corpos estavam jogados na beira da Avenida Renato Monteiro, bem próximo a um Posto de Combustível. “Elas teriam participado na noite de sábado, de um culto em uma igreja localizada na Rua Carajás, que nas proximidades do bairro Retiro, em Volta Redonda”, contou o delegado.

Conforme informações de agentes da 100ª Delegacia Legal de Polícia Civil (Porto Real) os corpos, que estavam no Instituto Médico Legal (IML) de Resende foram reconhecidos por familiares das adolescentes.

Conduzidas para depoimento na Delegacia, os pais de uma das adolescentes, contaram que elas estavam desaparecidas desde a noite de sábado ocasião em que elas saíram de casa para participarem de um culto. “A mãe de uma das jovens contou que a filha saiu de casa por volta das 19 horas e seguiu para um culto em uma igreja evangélica localizada na Rua Carajás, nas proximidades do bairro Retiro”, narrou o policial civil, destacando que as vítimas teriam saído do local por volta das 21h30min e não mais retornaram para casa.

Os familiares de uma das jovens tentaram contato via telefone com a adolescente e, como não conseguiu, ficou aguardando o retorno da vítima”, explicou o agente.

Segundo a Polícia ainda que, na manhã deste domingo, os pais das menores já se preparavam para comunicar o desaparecimento na Delegacia de Volta Redonda, mas foram surpreendidos com informações nas redes sociais de que os corpos de duas mulheres foram encontrados no Parque Mariana. “A família viu as fotos dos corpos. Parentes de uma das adolescentes seguiram para a Delegacia de Porto Real enquanto os da outra jovem foram para o IML de Resende fazer o reconhecimento”, contou.

O caso será encaminhado para a 93ª Delegacia Legal de Polícia Civil de Volta Redonda onde as vítimas residian na cidade.

O ASSASSINATO

Segundo a Policia, os corpos, tinha ferimentos de facadas no pescoço e foram desovados na beira da estrada da Avenida Renato Monteiro, próximo ao Posto Olá, no Parque Mariana, em Porto Real.

Os corpos foram avistados por populares que caminhavam pela estrada por volta das 7 horas e ocasião em que acionaram a Polícia Militar.

Segundo a Polícia Civil que atendeu o homicídio, contou que de acordo os peritos do Instituto de Criminalística, na pessoa de Carlos Éboli (ICCE), que as mulheres não teriam sido mortas em outro local. “Verificamos, no local não tinha muita marca de sangue e os corpos estavam um em cima do outro, como se tivessem passado e jogado na beira da estrada”, disse o perito.

Um agente disse também que uma das garotas evangélicas tinha marcas de tortura nas mãos e no pescoço. Não souberam dizer preliminarmente se eles sofreram algum tipo de estupro.

Agora a Polícia carioca vai trabalhar intensivamente para conseguir localizar os verdadeiros autores dos crimes cometidos com as garotas evangélicas.

Perigo: Garotas evangélicas foram assassinadas após sair culto, Veja!

Comentários

Comentários