Desde a sua criação, o cristianismo passou por diferentes divisões e ramificações que geraram grupos religiosos com diferenças bastante significativas. Entre eles, um dos que alcançou maior popularidade foi o cristianismo protestante ou evangélico. Há muitos fiéis nos Estados Unidos, onde é muito popular, também tem bastante ressonância na América Latina e em algumas regiões da África. Falando sobre esta última região, na África o protestantismo têm sido especialmente preocupante, devido a alguns abusos que têm acontecido nos últimos tempos. Mas apesar disso, devido a seus mais de 800 milhões de seguidores, a religião continua sendo uma das mais seguidas do mundo.

Pastor acredita ser santo e, para não pisar em

1. Pastores da igreja

Na África, os pastores têm muito mais liberdade do que as pessoas em outras regiões do continente, devido à pluralidade de outras crenças locais e costumes muito diferentes. Portanto, é bastante comum que apareçam todo tipo de gente que afirma ter poderes para tocar os limites do próprio paganismo na Igreja, a que eles dizem servir. O problema é quando eles passam a lucrar para seu próprio benefício graças a fé e, às vezes, a falta de cultura de muitos de seus fiéis devotos. Eles conseguem cometer abusos de direitos devido à falta de supervisão pelas Igrejas.

Pastor acredita ser santo e, para não pisar em

2. Douglas M’Bayiaa

É precisamente na República do Zimbábue, ao sul da África, que a nova figura de um pregador protestante conhecido como Douglas M’Bayiaa ganhou um interesse especial da mídia. Aparentemente, os membros de sua congregação o chamaram de santo e ele mesmo diz que está esperando uma canonização pelas autoridades mais altas de sua religião. Apesar disso, os altos líderes evangélicos não se pronunciaram diante dessa requisição de maneira oficial, se tratando simplesmente de um “reconhecimento” local. Ou, pelo menos, seria reconhecido se sua história não tivesse tomado conta das redes sociais.

Pastor acredita ser santo e, para não pisar em

3. O chão é “impuro”

Por se considerar um santo, ele não quer ”se misturar” com aspectos mundanos e, por isso, anunciou que não pisaria no chão para evitar a contaminação com a imundície que está nele. É por isso que ele procurou uma maneira de não ter que tocar com seus pés no solo, o que considera um ato impuro. Mas, devido aos ritos e costumes locais, a maneira que ele encontrou para resolver essa questão fez com que o resto do mundo ficasse escandalizado por meio da maneira que ele subestimou seus fiéis, usando-os como objetos. A falta de cultura de

Patrocinado: Veja este Vídeo abaixo e Aprenda de forma Simples e na Pratica como Ganhar dinheiro Online começando do Zero
Pastor acredita ser santo e, para não pisar em

4. Pessoas como tapete

A forma escolhida por M’Bayiaa para evitar o contato com o chão foi usar os filhos dos fiéis (as crianças) ou, às vezes, com aqueles que se voluntariam, para usá-los como se fossem carpete ou mesmo poltronas. Enquanto que para os supostos “afortunados” isso é uma honra, pois estão servindo a um santo, para o resto do mundo é apenas um exemplo de como uma pessoa pode usar os outros da maneira mais depreciativa possível. Infelizmente, este não é um caso isolado.outros pode ser um poderoso aliado dos farsantes que querem dominar outras pessoas.

Pastor acredita ser santo e, para não pisar em

5. Pastores em todo o mundo

Em alguns casos, diversos pastores fizeram vídeos anunciando “certos” poderes que acabaram sendo descobertos como fraudes. O mais recente aconteceu na Tanzânia, onde um pastor afirmou que poderia voar, gravando um vídeo no qual ele o demonstrou. O problema foi que a maneira completamente estúpida de demonstrar seu “dom” não passou credibilidade alguma aos espectadores. Infelizmente, muitos desses falsos santos conseguem ganhar a confiança e acumular enormes fortunas em todo o mundo.

6. Casos mais graves

Embora possa parecer horrível, a verdade é que esses acontecimentos não são fatos isolados. Além de M’Bayiaa, existe o caso do pastor Lesego Daniel, que não só copiou os costumes de Douglas, como também pulava sobre as costas de seus paroquianos que se deitavam sobre o chão, causando sérios ferimentos e induzindo-os a beberem gasolina que, segundo ele, transformou em suco. Infelizmente, todos esses eventos continuarão a se repetir, sem considerar que as vidas dos devotos fiéis são colocadas em jogo.

Pastor acredita ser santo e, para não pisar em

7. Crítica nas redes sociais

Como é de se esperar, ao passo que essas informações caíram nas redes sociais, criou-se uma forte revolta que provocou as críticas mais severas contra todas as pessoas que procuram enriquecer-se às custas dos outros ou abusarem de outras pessoas apenas por ocuparem uma posição de poder. Por causa destes atos, eles poderiam receber uma notificação por parte das mais altas esferas das religiões católica. Nós deixamos claro que somente você pode decidir o que é verdadeiro ou mito dentre os acontecimentos ligados a essas crenças.

Pastor acredita ser santo e, para não pisar em “solo pecaminoso”, ele usa crianças como tapete

Comentários

Comentários

Classificado como:        

Deixe uma resposta