Emre sofria com terríveis dores de cabeça há meses. Por diversas vezes sua mãe Tiffany procurou ajuda médica para ouvir sempre o mesmo conselho de parar de se preocupar que não era nada.

Mas, Tiffani, não podia aceitar o diagnóstico quando via seu filho prostrado, gritando de dor e vomitando. Sempre voltava ao médico e como o menino sentia alívio após vomitar, eles acabavam voltando para casa com o diagnóstico de enxaqueca.

Tiffani resolveu pesquisar sobre as dores de cabeça e acabou por encontrar uma lista de sintomas de tumores cerebrais em crianças, que incluía:

Dor de cabeça persistente e recorrente

Problemas de coordenação motora

Vômitos recorrentes

Movimentos anormais dos olhos

Visão turva ou dupla

Mudança de comportamento

Ataques ou convulsões

Reconhecendo os sintomas em seu filho, mais uma vez Tiffani o levou ao médico. No primeiro atendimento Emre foi encaminhado para uma neurologista. No entanto, nada foi diagnosticado, conforme contou a mãe para O Madwordnews: “Um médico até me disse para parar de perguntar ao meu filho se ele estava com dor de cabeça diariamente, pois eu poderia estar induzindo-o a achar que estava. Então relaxei um pouco pensando que eu estava piorando as coisas e devia ser só enxaqueca”.

Menino de 7 anos desenhou um risco preto em sua testa, então o motivo assustador foi revelado no hospital

O inesperado aconteceu

Mas algo aconteceu que veio mudar a situação e fazer com que Emre finalmente tivesse um diagnóstico. Brincando com seu Traço Mágico, Emre desenhou a si mesmo e colocou um ponto preto bem na sua testa e mostrou para a sua mãe que aquilo era o ponto da dor que nunca passa.

Ao ver o desenho, Tiffani imediatamente colocou seu filho na lista de espera para um exame específico – A ressonância magnética. Após uma bateria de exames veio a terrível confirmação: Emre tinha um tumor na glândula pineal e ainda um cisto inoperável no cérebro. Emre foi submetido a uma punção lombar, uma terceira ventriculostomia e foi colocado em observação e lista de espera.

Sua mãe nunca se acomodou e contatava o hospital todos os dias até conseguir uma vaga por desistência. Tiffanny comemora: “Levei três meses de súplica para obter um diagnóstico, mas ele está aqui, estável e com vida.”…

Tiffani é totalmente otimista sobre a recuperação de seu filho. Sobre isso ela falou ao Daily Mail “Sabemos por experiência própria o quão importante é para os médicos e os pais perceberem quando uma criança pode ter um tumor no cérebro”.

A detecção precoce de um tumor é fundamental para a sobrevida do paciente. Caso seu filho ou alguém que você conheça sofra com dor de cabeça constante, leve ou aconselhe os pais a levarem a criança ao médico. Você pode estar salvando uma vida.

 
Menino de 7 anos desenhou um risco preto em sua testa, então o motivo assustador foi revelado no hospital, Veja

Comentários

Comentários

Classificado como: