Manuel Bermúdez, Víctor Hugo Prada e Alejandro Rodríguez são, em suas próprias palavras, “três maridos”, depois que inscreveram sua relação poligâmica em um cartório em Medellín, Colômbia.

“Tivemos que entender que não éramos um casal de três pessoas, mas éramos três casais: Alejandro e eu, Alex e eu, Alexander e Alex”, disse Manuel

No documento notarial, segundo relata a revista colombiana Semana, os três homens assinalaram: “Desejamos formar um regime econômico cuja base é a relação de três pessoas que somos atualmente, porque caso não seja assim, não estaríamos levando a cabo e que de qualquer caso várias pessoas podem associar-se, independentemente da sua cor, sexo, raça, crença religiosa, etnia e inclusive uma delas pode ser comerciante e outra não, assunto que não é proibido pelas leis internacionais, nem na lei na Colômbia”.

Alexander e Manuel começaram a sua relação em 1999. Um ano depois se tornaram a primeira sociedade de casal homossexual na Colômbia.

Com o tempo, ambos começaram um relacionamento com um terceiro homem, Alex Esnéider.

“Tivemos que entender que não éramos um casal de três pessoas, mas éramos três casais: Alejandro e eu, Alex e eu, Alexander e Alex”, disse Manuel à revista colombiana.

Pouco depois, Manuel e Alex foram infiéis a Alejandro com outro homem: Víctor. Depois de aceitá-lo, em 2012 tinham uma relação de quatro homens.

Depois da morte de Alex Esnéider de câncer no estômago, ficaram Manuel, Víctor e Alejandro, que decidiram apresentar a sua relação ante o notário.

Para Manuel, a poligamia não é algo raro, mas que raro é “dizer que só se pode amar uma pessoa”.

Em uma publicação em sua página de Facebook, Ángela Hernández, deputada da região de Santander e uma das principais defensoras da família na Colômbia, lamentou a situação no país e assinalou que “a institucionalidade da família tem sentença morte, por isso todos os dias recebe atentados como este”.

“É muito lamentável a decadência moral a qual chegamos, pouco a pouco chegará o momento no qual as relações de pedofilia e zoofilia serão normais”, advertiu.

“Os defensores da família somos convocados, este é o momento de levantar a voz”, concluiu Hernández.

Fonte: ACIdigital

Fim dos tempos: “Casamento” de três homens é legalizado na Colômbia

Comentários

Comentários

Classificado como: