Deleite-se no SENHOR e ele atenderá aos desejos do seu coração (Sl 37.4).

Chegou a hora de dizer adeus ao ano que termina! E como está seu coração neste último dia? Alegre, grato, realizado? Ou insatisfeito, frustrado, querendo que o ano acabe logo? É engraçado como personificamos e fatiamos o tempo. E ele sequer sabe disso. Simplesmente passa e age sobre nós, modificando nossa vida, nosso corpo e nossas perspectivas. Amanhã será um novo ano. Tudo novo! Ou tudo igual? Depende basicamente de você e de suas resoluções pessoais.

Devocional
Devocional

É comum fazer planos e metas no início de um novo ano e reavaliá-los ao final. Ótimo, pois, quando não sabemos para onde vamos, é provável que não cheguemos a lugar algum! Então, programar rotas e alvos é essencial para sua navegação ao longo dos próximos 365 dias. Tiago nos fala disso: dos projetos humanos. Mas também nos lembra de uma realidade: não temos controle sobre o amanhã. Nossa vida é passageira e frágil como a névoa que está logo ali… – Onde? – Já se dissipou!

Por melhores que sejam nossos planos, as circunstâncias da vida podem mudá-los a qualquer momento. Quem é sábio, porém, traz Deus para junto da caminhada da vida e lhe submete estes objetivos. Tanto para buscar orientação para sua execução, quanto para desenvolver uma relação de amizade, intimidade e amor com o Senhor, pois quando o inesperado acontece e o curso é alterado, temos a segurança da presença de Deus a nos dirigir, confortar e reorientar. Ele tem a visão do alto e sabe nos reconduzir para a rota certa quando há acidentes no trajeto.

Mais do que cumprir nossos planos, o melhor da vida é experimentar a aventura diária cheios de paz, alegria, serenidade, quer nossos alvos tenham se concretizado como gostaríamos ou não. Jesus nos chama a andar com ele pelas trilhas loucas da vida, estabelecendo nossas metas, mas sempre voltados para aquele que nos ama tanto. Viva um ano inteiro de paz em Deus!

Em resumo: nestes tempos de temor e até desespero, mesmo que pareça que o nosso Deus está distante e não nos ouve, precisamos resgatar a fé que nos leva a crer e confiar que “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo.” (Sl 23.4).

O melhor planejamento de vida começa pela submissão dela ao Senhor!

Devocional Sl 37.4 – Adeus ano velho

Deixe um comentário

Deixe um Comentário!

Classificado como:                

Deixe uma resposta