Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. 1 PEDRO 5:7

REFLEXÃO: Não temos como descobrir que somos falhos em manter a lei de Deus, a não ser que tentemos com todos os nossos esforços (para depois falhar). Se não tentarmos realmente, não importa o que digamos, sempre teremos em nosso inconsciente a ideia de que, se tentarmos com mais força da próxima vez, talvez sucederemos em nos tornar perfeitamente bons. Assim, nesse sentido, a estrada de volta para Deus é a do empenho moral, de tentativas cada vez mais duras. Porém, em outro sentido, não são as nossas tentativas que nos levarão de volta para casa. Todas essas tentativas só podem nos levar àquele ponto vital em que você se volta para Deus e confessa: “Eu não sou capaz de fazer isso. Você precisa fazê-lo por mim”. Mas eu lhe imploro, não comece a se perguntar: “Será que eu já atingi esse ponto?”. Não fique sentado observando a sua própria mente para ver se está acontecendo. Isso coloca a pessoa em um barco furado. Quando as coisas mais importantes da nossa vida acontecem, geralmente não sabemos, no momento, o que está acontecendo. Uma pessoa nem sempre é capaz de dizer a si mesma: “Vejam! Eu estou crescendo”. Muitas vezes é só quando ela olha para trás que se dá conta do que aconteceu e identifica o que as pessoas chamam de “crescimento”. Você pode observar isso até nas coisas mais simples. É bem provável que uma pessoa que fica ansiosamente se vigiando para ver se vai conseguir dormir permaneça bem acordada.  O que importa é a natureza da mudança, e não como nos sentimos enquanto ela se processa. Trata-se da mudança do estado de confiança em nossos próprios esforços para aquele estado em que já desistimos de tentar fazer as coisas por nós mesmos, entregando-as completamente a Deus.

OREMOS: Senhor dá-me a Tua mão e conduze a minha vida. Guia os meus passos para que eu caminhe seguro. Sob as asas da Tua misericórdia sinto-me protegido. No colo da Tua bondade encontro descanso verdadeiro. Em dias de medo e angústia, abriga-me em Teu poder. Em momentos de ansiedade, faze cair sobre mim a Tua paz. Ao sentir-me fragilizado, ajuda-me a ter esperança. Cuida de mim e dos meus amados. Cuida do meu destino. Quando a culpa me acusar, acolhe-me em Tua graça. Absolve-me do pecado e faze-me renascer do Teu perdão. Se eu cair, permita que eu caia em Tuas mãos. Se eu permanecer caído, dá-me a Tua companhia. Seja como for, cobre-me com o manto do Teu amor.Em nome de Jesus te agradeço pelo Teu cuidado, graças e pela salvação.

 

Devocional 1 PEDRO 5:7 | Entregando tudo a Deus

Comentários

Comentários

Classificado como:    

Deixe uma resposta